Final de ano

3 dez

Neste final de ano quero esperar menos.
Esperar menos para retornar as ligações, para transformar os encontros virtuais em encontros de verdade. Esperar menos para mudar de atitude diante do mundo, para oferecer o que eu tenho de melhor a quem precisar. Neste final de ano, quero esperar menos por aquilo que é concreto e quero correr atrás dos meus sonhos. Afinal, quando você espera menos para agir, passa a esperar menos para receber coisas boas em troca.

Züe lança coleção verão 2013

17 set


Züe lança nesta semana sua coleção Primavera/Verão 2013. Com referência nas belezas tropicais, as estilistas Luciana Kouri e Andréia  Ferreira, apresentam uma coleção rica em cores, detalhes e estampas.

Batas, blusas e vestidos aparecem em boa parte da nova coleção em tecidos leves e delicados, como a cambraia de algodão e a laise. Linhos com tramas, rendas e malhas plissadas dão leveza e feminilidade às peças.

As estampas tropicais aparecem com força total, assim como o floral, as listras e as formas geométricas. A atmosfera praiana deu origem à estampa exclusiva Züe, marcada pela beleza das folhagens e dos tons da natureza. 

 A modelagem vem com vestidos curtos, médios e longos, calças justas, shorts com inspiração esportiva e saias variadas, como o modelo mullet. Tops e conjuntinhos, além de outras peças de cintura marcada, dão o toque dos anos 50 à coleção.

O coquetel de lançamento da nova coleção será realizado no dia 18 de setembro, na loja do Catuaí Shopping e no dia 20, na loja do Centro – Rua Pio XII, 313, ambos a partir das 10h.

Em breve, toda coleção estará disponível também na loja virtual: www.zueshop.com.br


Serviço:

Züe Loja Centro
Rua Pio XII, 313 – Casa 2
(43) 3344-5060

Catuaí Shopping
Loja 519
(43) 3356-5060

 

Não, você não vai achar alguém pra vida toda…

5 jun

Me mandam repetir aquele mantra antigo do “você vai achar alguém que valha a pena” todos os dias antes de dormir. E meus amigos me dizem que estar despreparado e não esperar nada é dar sinal verde pra tal pessoa dos meus sonhos chegar. Me falam que vai ser na fila do pão ou em qualquer outro lugar que eu vou encontrar o amor da minha vida.

Quem disse que eu quero alguém que valha a pena ou a pessoa dos meus sonhos ou o amor da minha vida ?

Quero alguém de carne e osso que vai me acrescentar algo, seja por um longo tempo ou por um período simples. Seja por uma estadia de janelas abertas ou de portas fechadas. Eu não quero alguém que vá descarrilar meu trem, nem abalar o meu mundo como dizem por aí. Esse é o problema: as pessoas exigem muito de um mundo que mudou. E, muitas vezes, a pessoa dos seus sonhos foi feita pra ficar lá mesmo, enquanto você dorme, num mundo de imaginação e fantasia. Aqui fora é mundo real, é coisa séria. Quero alguém que conviva comigo e aceite minhas manias e discuta meus defeitos. Quero alguém que me mude pra melhor e que me dê uns conselhos legais. Não sou desses que quer continuar a mesma coisa e que se dane quem estiver comigo. Tem que aceitar meus princípios, mesmo aqueles errados, claro. Mas se valer a pena e for melhor, eu mudo algumas coisas de bom grado e me sinto até melhor. Quero alguém que entenda esse meu gosto por leitura nada culto e saiba rir das comédias pastelão que eu vejo de vez em quando. Alguém pra me dizer que roupa usar e que vermelho e verde não combinam. Quero alguém de verdade pra tomar um banho gostoso depois do sexo. Alguém que me xingue, me arranhe, jogue videogame comigo e saia sábado à noite com meus amigos pra se divertir.

Não quero achar alguém pra vida inteira. Isso é chato! Eu quero alguém pra dividir um cobertor, umas situações engraçadas, um café e cinema de vez em quando. Quero alguém de verdade pra contar um pouco de mim e conhecer melhor. E se não for pra ser assim, que não venha ninguém. Porque eu não acredito em amores de literatura. (Autor: Daniel Bovolento)

A gente mudou tanto, meu deus!

13 fev

ImageTínhamos o mundo em nossas mãos. Eu, recém-formada, querendo arranjar o melhor emprego do mundo, fazer pós, mestrado e doutorado, tudo ao mesmo tempo. Você, universitário, querendo aproveitar a experiência acadêmica, as festas de república e fazer shows pela cidade afora. Mesmo assim a gente se arriscou. E brincou com o mundo como se fosse uma dessas bolas de ar, que a gente enche e esvazia para ficar rindo do movimento da bexiga flutuando.

Como era bom ter as coisas ao seu lugar. E a gente teve que escolher entre continuar dormindo junto ou ir viver a vida que a gente sempre quis. No início isso era muito claro, e concordamos que, quando ficasse sufocante demais, cada um iria pro seu lado. Eu pararia no primeiro salão de beleza para fazer uma mudança drástica no visual que fizesse aumentar minha auto-estima. Você iria para o primeiro boteco e abriria uma cerveja e cantaria um blues, como só você sabia fazer.

E, de repente, a gente acordou de um sonho bom. Como quando a gente saia pra jantar e escolhia os melhores vinhos do restaurante. Aliás, devo admitir que eu mentia quando dizia que era uma conhecedora de vinhos. Mas ver tua cara de admiração valia a pena e eu escolhia secretamente qualquer vinho só para te fazer me olhar daquele jeito. Ou quando seus pais nos chamavam pra almoçar no domingo com eles. Acho que eles sabiam que você era feliz comigo e vice-versa. Foram nossos dias de glória ouvindo aquele blues suave que você tocava na guitarra.

Eu poderia deixar essa cidade agora. Neste exato um ano em que as coisas se mostraram tão diferentes, desde que a luz se apagou. A gente não se preocupava com o futuro, e nem se lembrava de levar blusa de frio nos dias de outono. E olha que outono e inverno eram as suas estações preferidas. Primavera e verão as minhas. Mas eu gostava mesmo de qualquer estação em que você estivesse comigo.

E doze meses se passaram desde o primeiro adeus. E quanto tempo se passou desde que eu descobri que estou mais perdida do que nunca. Eu viajei, você viajou. A gente dormiu com outras pessoas e voltou pra casa na manhã seguinte. E foram tantas brigas, desculpas e pedidos de perdão. Pra quê? Pra gente se esbarrar no bar que você está tocando, e dizer um oi quase que sussurrando.

A gente mudou e mudou muito. Por mais que estejamos tanto tempo sem nos falar, eu sinto isso. Mas nós mudamos de um jeito que ainda parece que eu te conheço há mais de vinte anos. E toda vez que olho pro teu rosto eu vejo um homem lindo, carinhoso, de personalidade, com quem eu tive os melhores momentos da minha vida. A gente mudou, mas isso não mudou na gente. Só me fez perceber que você é muito melhor que qualquer uma das coisas que eu vivi em Londrina, Curitiba, Lisboa ou Paris. E hoje eu posso te dizer que minha cidade natal é onde você estiver.

Züe comemora sucesso no Fashion Business

19 jan

Entre os dias 10 e 13 de janeiro, a Züe participou pela primeira vez do 19º Senac Rio Fashion Business, maior feira de negócios de moda da América Latina, que foi realizada no Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro (RJ).

As estilistas Luciana Kouri e Andréia Ferreira apresentaram a coleção completa Inverno 2012, num estande que rendeu inúmeros elogios e boas parcerias.

De acordo com Luciana, a grife alcançou um número superior de vendas, com crescimento de 10% em relação a eventos passados. “Reafirmamos contatos com clientes da França e dos Estados Unidos e fizemos parcerias com clientes da Angola”, contou.

A razão do sucesso, segundo a estilista, se deve ao fato de que a Züe preserva seu DNA em todas as coleções e mantém o mesmo conceito nas roupas.

Sobre a coleção Inverno 2012, Luciana diz que os clientes podem esperar por peças românticas, práticas de usar e com alguns detalhes étnicos. Agora é esperar a chegada da coleção nas lojas e conferir de perto as novidades!

Züe inicia liquidação de verão 2012

5 jan

A Züe deu início à tão esperada liquidação de verão com 50% de desconto em todas as peças.

A promoção se estende também à loja virtual, que oferece 30% de desconto em toda coleção verão 2012.

São inúmeros vestidos, saias, blusas, shorts, batas e casaquinhos que vão perfeitamente do trabalho ao happy hour e também às tardes de finais de semana.

Corra! A promoção é válida enquanto durarem os estoques.

Züe Shop:
www.zueshop.com.br

Züe Centro:
Rua Pio XII, 313 – (43) 3344 – 5060

Züe Catuaí Shopping:
Loja 519 – (43) 3356 – 5060

Champanhe e fé para 2012

22 dez

Fim do ano é um excelente momento para dar adeus. Tchau para quem não acrescenta nada na nossa vida. Tchau para aquele cara que te deu esperança o ano inteiro e te fez sofrer. Tchau para aquele que diz que vai ligar e nunca liga. Tchau para aquela amiga invejosa. Tchau para aquela que quando você precisa de um ombro nunca está disponível. Tchau para aquela tia chata que vive perguntando quando você vai casar. Tchau para aqueles sentimentos mesquinhos. Tchau para a ansiedade que vive tirando o seu sono. Tchau para a preguiça.

Tchau para a inveja. Tchau para a gula que te deixa sem dinheiro todo mês. Tchau para a cobiça, para a ira, para a avareza, para os sete pecados capitais. Mas aquele tchau bem dado.

Para começar o ano novo com uma nova vida. Renovar os ares, reacender as esperanças. Acreditar em toda a positividade que o ano que está nascendo traz. Eu confesso, faço minha listinha de pedidos mentais. Escolho a cor da roupa que vou passar a virada. Como sete uvas à meia noite. Olho para o céu, e peço que o próximo ano seja muito melhor para mim e para aqueles que eu amo. Sou cafona mesmo. E com orgulho.

Se eu não acreditar nisso, quem vai acreditar por mim?